Últimas notícias
Home / Aposentadorias / Clientes da CosmoplanJUR receberão + de R$ 100 mil reais em atrasados

Clientes da CosmoplanJUR receberão + de R$ 100 mil reais em atrasados

Filhos receberão pensão por morte da mãe e mais de R$ 100 mil em atrasados

Dois irmãos, de 16 e 18 anos, conseguiram na Justiça o direito de receber a pensão por morte da mãe no valor de um salário mínimo. Além disso, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) terá de pagar mais de R$ 100 mil aos filhos relativos aos atrasados, retroativos à data da morte da mãe, há mais de 14 anos.

A sentença mudará a vida dos adolescentes que perderam a mãe após um acidente de carro, em abril de 2003. A notícia foi dada pelo juiz Everton Pereira Santos, durante audiência realizada no sábado (24), no fórum da comarca de São Domingos, pelo Programa Acelerar – Núcleo Previdenciário, do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). Além disso, minutos antes, o magistrado concedeu aposentadoria por idade rural para a avó dos adolescentes.

No caso analisado, com relação à pensão por morte aos filhos, Everton Santos observou que ficou comprovado que a mãe dos meninos sempre foi lavradora e morreu nessa condição. De acordo com ele, foi apresentada prova material da condição de segurada obrigatória como trabalhadora rural e a dependência dos filhos com relação à mãe. “Presentes, portanto, a dependência econômica, bem como comprovada a qualidade de trabalhadores rural da mãe falecida, a pensão por morte deve ser concedida”, concluiu.

“Meu Deus, não estamos acreditando. É a primeira felicidade que temos após a morte da minha mãe”, afirmou o rapaz. Ele vive com os avós maternos em um assentamento rural que fica 102 quilômetros de São Domingos. Eles e os avós passaram quase dois dias na estrada para chegar ao fórum, às 9 horas, horário das audiências.

Segundo a avó dos meninos, foram 50 quilômetros de ônibus, de carona e a pé. “A gente se ajeita como pode. O que não podíamos era perder essas audiências”, disse. Ela contou que a família saiu de casa, na sexta-feira (23), às 8 horas. “Andamos um 15 quilômetros a pé e depois pedimos carona até o povoado de Novazente e de lá seguimos para Divinópolis”, contou. Dormiram em Divinópolis, distrito Judiciário da comarca de São Domingos, e seguiram para o fórum no sábado, às 5 da manhã. “Pedimos para dormir da casa de uma conhecida. Não tínhamos dinheiro para gastar. Estamos com R$ 25 reais para comer. Viemos somente com a fé e estamos voltando com muito”, desabafou, emocionada.

Já a filha da mulher morta no acidente, chorou de emoção ao falar da mãe. “É uma falta muito grande. Queria ter ela por perto. Só isso que eu queria”. “Agora vimos a possibilidade de seguir em frente sem minha mãe”, finalizou.

Fonte: Arianne Lopes – Fotos: Aline Caetano – Centro de Comunicação Social do TJGO

Sobre admin

Check Also

Portador de cardiopatia consegue aposentadoria em Estrela do Norte

Portador de cardiopatia chagásica com insuficiência cardíaca e hipertensão arterial, o lavrador Nelson Antônio Ferreira, ...

Um excelente notícia para mais 73 clientes da Cosmoplan JUR

Boa tarde aos clientes da Cosmoplan JUR. Você nosso cliente que entrou na justiça em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *